Para a garota que escrevia.

Te via todos os dias sentada naquele batente esperando a hora passar. Seu cabelo cacheado preso em um coque bonito, mas meio bagunçado. De vez em quando você parecia olhar detalhes e coisas simples chamavam sua atenção, a faziam dar um ar de riso como uma criança correndo, alguém cumprimentando um amigo, uma pessoa sorrindo, … Continue lendo Para a garota que escrevia.

Pequena demais para abraçar a espuma do mar.

Quando eu era criança gostava de ir à praia, tocar nas águas do mar e desmanchar a espuma entre meus dedos. Sentia a leveza de ver o vento balançando meus cabelos e o sol escurecendo minha pele. Já com 18 anos, enxergo as coisas com outros significados e importância. Hoje entendo o quão pequena sou … Continue lendo Pequena demais para abraçar a espuma do mar.

Sobre perder alguém querido.

Geralmente não estamos preparados para perder alguém. Mesmo sabendo que uma hora isso irá acontecer, sempre será um choque que nos desmonta por dentro. Nos desmontamos por causa dos elos construídos aos familiares e amigos, pois eles marcam nossa história e cultivam memórias em nós. E são elas que precisamos guardar, até porque, por mais … Continue lendo Sobre perder alguém querido.

Eternidade…

De tempo em tempo me pego pensando: Na natureza; Na grandeza; No Eterno. Me vejo criando formas e cores para coisas muito além do que os olhos veem. E penso: Será possível sair da caverna? Será possível deixar um mundo no qual estava inserido e passar a viver em outro? Será possível deixar conceitos e … Continue lendo Eternidade…

Sobre mim… sobre nós.

Ultimamente tenho sofrido com bloqueios criativos. Escrever é amar para mim, mas a vida corrida tem me impedido de praticar esse amor mais livremente, de enxergar a simplicidade, e de abraçar com a mente ressignificados. A maior culpada disso sou eu, pois esse ano me perdi em coisas e deixei de me organizar. Daí tiramos … Continue lendo Sobre mim… sobre nós.

Ei, caro leitor!

Ei, caro leitor! Tenho uma coisa para te dizer. Pense bem em cada palavra escrita aqui, pois elas servem para mim e para você também. Sabe aqueles dias que todos nós temos onde o cansaço fala mais alto? Você fez algo errado ou machucou alguém e sua consciência fica pesada. Ou você já está farto … Continue lendo Ei, caro leitor!

Bloquinhos e cadernos.

Diante de muitos bloquinhos e cadernos Escrevo Para digerir em palavras o que enxergo. Enxergar é interpretar o que se vê; É ir além de uma pupila; É encarar os fatos; Designar sentidos e digerí-los; Pois a realidade vai muito além de uma simples imagem. A realidade está em cada um de nós; É a … Continue lendo Bloquinhos e cadernos.

Fé: tornar possível os “impossíveis”.

A vida é cheia de segredos e significados. Cada um de nós temos uma interpretação a respeito das coisas, pois nossos contextos e repertórios se diferenciam uns dos outros. O ser humano tem a capacidade linda de enxergar além do material, mas nem todos a utiliza, na verdade, são poucos os que se permitem ir … Continue lendo Fé: tornar possível os “impossíveis”.

Imagem

Independentemente de ser ou não ser, de ganhar ou perder, somos todos passageiros nesse mundo. Os valores e conceitos nos quais acreditamos, são a base onde estamos apoiados, e quanto mais construímos nosso eu, através de perdas, conquistas e aprendizados, mais firme fica nossa vida contra todos os desafios que surgirem. Nossas escolhas garantem o … Continue lendo Imagem

O amor precisa prevalecer.

Tenho consciência do lugar onde vivemos. Ele está tomado por ódio e violência. Pensando bem, o problema não é o lugar, mas as pessoas que o constroem. Cada um de nós temos uma parcela de contribuição. O que ensinamos aos mais novos, como tratamentos os mais velhos, nossa maneira de lidar com o próximo, entre … Continue lendo O amor precisa prevalecer.