Brevidade…

Somos tão frágeis, tão breves… Plantamos sonhos e projetos que nem sabemos se iremos colher.

Aquela viagem dos sonhos, aquele tempo maior com a família, aquela carreira que você tanto se esforça para conquistar, aquele ‘sim’ que você decidiu dar para quem tanto ama…

Aah, como somos breves! Um sopro, tudo acaba. Um segundo, tudo se vai. E o que fica é saudade.

Saudade que dói de alguém que não poderemos mais abraçar, saudade da voz que não ouviremos mais… Saudade…

Por isso, viva o seu presente! Ame! Perdoe! Abrace! Sorria! Sinta! Aprecie! Gaste tempo! Meça esforços! Jogue conversa fora! Se permita! Beije! Mostre que se importa! E nunca deixe para o amanhã o que você pode e precisa fazer hoje!

Porque somos frágeis, somos pó, somos sopro. E o amanhã, este talvez nunca chegue.

Fotografia: @ mrrrk_smith

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s