A verdadeira maldade

Na realidade, estava pensando sobre as pessoas, todas elas. Refleti não somente sobre as que estão próximas, como também as que observo de longe. Vivemos em um mundo onde valores estão sendo deixados de lado. Os costumes de fazer o bem a outrem acabou que sendo deixado de lado. Aquela vontade de ajudar e fazer o bem, esporadicamente, é colocada em prática.

Diante de todas reflexões, concluí que existem muitas coisas e pessoas más -vale ressaltar que, definição de bom e/ou mal é relativo e muito pessoal- ao nosso redor, diariamente. Diante disso,

Maldade mesmo é quando alguém te olha e diz que você nunca vai conseguir. Independente de qualquer coisa, lembre-se que você pode todas as coisas, assim use de esforço para obtê-las.

Maldade mesmo é quando o hábito de omitir se torna uma rotina, e com isso a confiança vai se perdendo. Cuidado, isso é uma mentira disfarçada.

Maldade mesmo é quando machuca o coração de outro dizendo que existe amor, mas na verdade só tem carência e necessidade de atenção. Não esqueça que o “não verdadeiro” passa rápido e deixa muitas cicatrizes dolorosas e incuráveis.

Maldade mesmo é nunca valorizar os pequenos gestos que, com simplicidade são oferecidos. Cada um tem seu jeitinho singular de fazer o bem ou mimar alguém. Não despreze quem sempre te surpreende com coisas aparentemente “bobas”.

Maldade mesmo é quando sujam a impressão boa que você tinha de alguém ao falar mal dessa pessoa. Não fique perto de quem leva a vida denegrindo a imagem de alguém, esse tipo de amigo não é confiável.

Maldade mesmo é quando perde a crença e esperança no amor, quando deixa de acreditar que ele existe. Olha, o amor é algo real, porém nem todas as pessoas possuem a dádiva de saber amar.

E de todas as coisas que são más, existem as boas também. Porém, o que é bom só flui de alguém com o coração cheio de paz. Pessoas feridas, ferem pessoas. Pessoas abençoadas, abençoam pessoas. Pessoas tristes, entristecem pessoas. A vida tem seus altos e baixos, mas a escolha é inteiramente pessoal de onde deseja ficar.

 

Fotografia: Trym Nilsen

@trymon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s