Do deserto ao Jardim

Ele chegou. O temido e imprevisível deserto.
Mas, o que ele quer nos ensinar? Com os seus momentos de solidão e até mesmo confusão? Seus questionamentos de nossas vidas e futuros… O que tudo isso quer dizer? O que tudo isso significa?

O deserto é momento de estar a sós com Cristo. Às vezes com tantas correrias, rotinas, e até mesmo alegrias, estamos gratos a Deus por todas as bençãos e felicidades proporcionadas por Ele, mas aí, chega a hora de provar o nosso coração.

“Assim diz o SENHOR: te coloquei no deserto para saber o que havia em seu coração.” Deuteronômio 8:2

Nesse momento, as coisas ao nosso redor mudam. As circunstâncias mudam e nos fazem perder o controle de certas coisas, e então, passam a estar apenas no controle de Deus.

“Jesus foi então conduzido pelo Espírito, ao deserto, para ser tentado pelo diabo.” Mateus 4:1

Somos tentados a deixar a questão da nossa fé de lado, mas aí é onde Jesus começa a ser glorificado através de nós. Você se sentirá sozinho e abandonado, mas aí, precisará está totalmente sensível a Ele, pois quando Deus quer fazer um homem grande, Ele o quebra em pedaços primeiro. Chegou a hora de ser lapidado.

Mas infelizmente não somos sempre levados ao deserto pela vontade, os planos de Deus, mas sim pela nossa teimosia e desobediência em insistir em um erro ou ilusão.

“…Portanto, eis que eu a atrairei, e levarei ao deserto, e falarei ao coração.” Oséias 2:14

Mas, felizmente temos um Pai que corrige aos filhos que tanto ama, por isso o deserto torna-se necessário a este filho, porém, muito mais difícil.

“Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho. Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.” Hebreus 12:6-8

Ouça a voz de Deus. A turbulência do deserto pode ser ensurdecedora, mas só é a partir do momento que decidimos lutar com a força do nosso braço, e não deixamos que Deus nos discipline.
O deserto é momento de parar e refletir.
E mesmo que seja muito difícil, observe o agir de Deus nas pequenissimas coisas, e gradualmente, o agir dEle vai aumentando, e no momento certo se dará conta: a obra dEle foi feita em você! Você floresceu!

“Eu serei para Israel como o orvalho. Ele florescerá como o lírio e lançará as suas raízes como o Líbano. Estender-se-ão os seus galhos, e a sua glória será como a da oliveira, e sua fragrância como a do Líbano. Voltarão os que habitam debaixo da sua sombra; serão vivificados como o trigo, e florescerão como a vide; a sua memória será como o vinho do Líbano.” Oséias 14:5-7

Contudo, caro leitor, cuide do seu jardim.

Fotografia: Ronaldo Oliveira

@r1990

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s